Carregando Eventos

« Todos Eventos

Defesa de Tese de Doutorado — Carolina Muller Ferreira

agosto 12 @ 09:00 - 13:00

Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas

Carolina Muller Ferreira

Insegurança alimentar e deficiência de micronutriente: análise da prevalência nacional e local

Auditório da FCF

Presidente
Profª Drª Taís Freire Galvão — FCF / Unicamp

Membros titulares
Profª Drª Carla Cristina Enes — PUC-Campinas
Drª Mariana del Grossi Moura — Hospital Sírio-Libanês
Drª Larissa Galastri Baraldi — NEPA / Unicamp
Profª Drª Maria Angélica Tavares de Medeiros — ISS / Unifesp

Membros suplentes
Drª Ana Lucia Tasca Gois Ruiz — FCF / Unicamp
Profª Drª Jaqueline Lopes Pereira França — FSP / USP
Drª Izabela Fulone — DCT / MS

Resumo
Introdução: O acesso à alimentação saudável em quantidades adequadas é um direito básico e sua privação compromete a saúde, causando desnutrição e deficiências de micronutrientes como a vitamina A, principal fator de risco para morbidade e mortalidade na infância e no período reprodutivo. Objetivo: Avaliar a prevalência e os fatores associados à insegurança alimentar em um ambiente local e a prevalência da deficiência de vitamina A entre mulheres em idade fértil em todo o país. Métodos: Um estudo transversal de base populacional foi realizado em 2019 com adultos selecionados por amostragem probabilística em Manaus, Amazonas. A insegurança alimentar foi mensurada por meio da Escala Brasileira de Medida Domiciliar de Insegurança Alimentar em três níveis: leve, moderada ou grave. Foram realizadas estatísticas descritivas e calculadas as razões de prevalência (RP) de insegurança alimentar em cada nível com intervalos de confiança (IC) de 95% por meio de regressão logística multinomial ajustada. A revisão sistemática seguiu protocolo registrado (CRD42020171856). Pesquisadores independentes e em pares, selecionaram estudos recuperados do MEDLINE, Embase, Scopus, LILACS e outras fontes; extraíram os dados e avaliaram a qualidade metodológica usando o checklist do Instituto Joanna Briggs. A prevalência de deficiência de vitamina A (retinol <0,70 µmol/L) e IC95% foram obtidos por meta-análise e a heterogeneidade foi estimada pelo I². Stata 14.2 foi utilizado para todas as análises. Resultados: Dos 2.321 participantes incluídos na pesquisa, 38,0% apresentavam insegurança alimentar leve; 14,3%, moderado; 15,7%, grave. A insegurança alimentar foi maior em mulheres (leve: RP 1,36; IC95% 1,09-1,69; moderada: RP 1,58; IC95% 1,17-2,14; grave: RP 1,42; IC95% 1,05-1,93), classe social C (leve: RP 1,60; IC95% 1,19-2,15; moderado: RP 3,46; IC95% 1,93-6,19; grave: RP 2,68; IC95% 1,43-5,05), classe social D/E (leve: RP 1,64; IC95% 1,16-2,32; moderado: RP 5,50; IC95% 2,97-10,19; grave: RP 6,58; IC95% 3,43-12,63), presença de sintomas depressivos (leve: RP 1,50; IC95% 1,11-2,01; moderado: RP 2,78; IC95% 1,95-3,95; grave: RP 2,49, IC95% 1,77-3,49) e que sofreram eventos ameaçadores no ano anterior (leve: RP 1,88; IC95% 1,50-2,35; moderado: RP 3,99; IC95% 2,69-5,90; grave: RP 4,45; IC95% 2,97-6,66). Dos 3.610 registros recuperados nas buscas, 32 estudos foram incluídos na revisão e avaliaram 12.577 mulheres entre 1965 e 2017, a maioria em maternidades. O quadro da amostra e método de amostragem foram os itens com menor pontuação na qualidade metodológica. A deficiência ocorreu em 13,1% (IC95%: 9,4-17,2%; I²=97%) das mulheres, sendo maior entre gestantes (16%; IC95%: 5,6-30,6%; I²=98%) do que em não gestantes (12%; IC95%: 8,4-16,8%; I²=96%). A prevalência aumentou conforme a década, de 9% (IC95%: 1,9-21,6%; I²=98%) até 1990, 11% (IC95%: 7,9-14,2%; I²= 86%) na década de 2000 e 18% (IC95%: 8,7-29,0%; I²=98%) na década de 2010. Conclusão: A insegurança alimentar foi maior entre as mulheres pobres, na presença de sintomas depressivos e eventos ameaçadores. Mais de uma em cada 10 mulheres brasileiras em idade fértil tem deficiência de vitamina A, maior em mulheres grávidas e aumentando ao longo das décadas.

Detalhes

Data:
agosto 12
Hora:
09:00 - 13:00
Categorias de Evento:
, ,

Local

Auditório da FCF
Rua Candido Portinari 200
Campinas, São Paulo 13083-871 Brasil
+ Google Map