Nota de Repúdio: Matéria veiculada pela ONG Repórter Brasil - “Lobby usa pesquisa não concluída para pressionar Anvisa sobre agrotóxico proibido”.

 
 
A Faculdade de Ciências Farmacêuticas endossa a nota de repúdio publicada, nesta data, pelo Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas, sobre a matéria veiculada pela ONG Repórter Brasil em 15/07/2020, intitulada “Lobby usa pesquisa não concluída para pressionar Anvisa sobre agrotóxico proibido”, referente ao suposto “uso seguro” do agrotóxico Paraquate, que cita nominalmente a Universidade Estadual de Campinas.
 
O estudo, como aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade e que vem sendo realizado em laboratório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, permite a avaliação apenas do risco envolvido na participação dos trabalhadores rurais. Não houve aval quanto à metodologia da pesquisa como um todo.
 
No Brasil e na Inglaterra, estão sendo realizados diversos estudos. Porém, seus resultados não irão alterar o perfil de elevada toxicidade do Paraquate que, comprovadamente, causa graves intoxicações ocupacionais e acidentais aos trabalhadores rurais.